Região Autônoma de Tchukotka

Região Autônoma
de Tchukotka

A Região Autônoma de Tchukotka ocupa toda a península de Tchukotka, parte do continente e várias ilhas. A maior parte do distrito está localizada além do Círculo Polar Ártico. A base da economia de Tchukotka é a indústria mineira. O principal foco agropecuário da região é o pastoreio de renas. O rebanho de veados da Tchukotka é um dos maiores do mundo.

O centro administrativo é a cidade de Anadir

Área — 164 673 km².

População — 1 913 037 habitantes (2018).

Densidade de população — 11,62 habitantes/km² (2018)

Site: www.чукотка.рф

República de Sakha (Iacútia) Região autónoma de Tchukotka Região de Magadan Região de Kamchatka Região de Sakhalin Região de Khabarovsk Região de Amur Primorskiy Krai Região Autônoma Judaica República da Buriátia Região de TransbaikáliaExtremoOriente

História

O povo nativo de Tchukotka são os tchukchi. Os russos descobriram Tchukotka em 1648, durante a expedição de Semyon Dezhnev. O primeiro assentamento russo foi o Forte Anadyrskiy fundado em 1649. Em 1803, Tchukotka passou a fazer parte da região de Kamchatka, província de Irkutsk. Em 1922, os uezds (condados) de Anadyrskiy e Tchukotskiy passaram a fazer parte da província de Kamchatka. Em 1930, foi formada a Região Autônoma de Tchukotka com a capital na vila de Anadyr. Em 1934, o distrito de Tchukotka  foi incluído na região de Kamchatka e, em 1951, passou a ser subordinado ao território de Khabarovsk. A partir de 1953 compunha a região de Magadan.

Em meados da década de 1950, em Tchukotka se iniciou a construção intensiva de aeródromos militares e bases aéreas, uma vez que a localização geográfica da península proporcionava o menor tempo de voo para o Alasca e o noroeste dos Estados Unidos.

Em 1980, o Distrito Nacional de Tchukotka tornou-se autônomo. Em 1992, a Região Autônoma de Tchukotka deixou de ser parte da região de Magadan e recebeu o status de divisão federal própria da Federação Russa.

Localização geográfica

A Região Autônoma de Tchukotka está localizada no extremo nordeste da Rússia. Ocupa toda a península de Tchukotka, parte do continente e algumas ilhas (Wrangel, Herald, Ayon, Ratmanova etc.). É banhada pelo Mar Siberiano Oriental e Mar de Tchuktchi (Oceano Ártico) e pelo Mar de Bering (Oceano Pacífico).

No território do distrito encontram-se pontos extremos da Rússia: o ponto mais oriental do país é a ilha de Ratmanova. O ponto continental mais oriental é o Cabo Dezhnev. Aí ainda se localizam a cidade mais setentrional da Rússia, Pevek e a mais oriental, Anadyr. E ainda o assentamento permanente mais oriental, Whalen.

Fuso horário

O distrito está no fuso horário de Kamchatka. O UTC relativo é +12:00 (UTC +12). A diferença com o horário de Moscou é de 9 horas.

Características físicas e geográficas

Em Tchukotka predominam os terrenos montanhosos, sendo que apenas na parte costeira e ao longo dos vales fluviais existem pequenas áreas de terras baixas, a maior das quais é Anadyr.

A paisagem montanhosa é representada na parte central pelo altiplano Anadyr e planalto Anyuy, no qual se elevam cordilheiras de 1 km de altura, e ainda pelo planalto de Tchuktchi, no leste.

Recursos naturais

Apesar do pouco conhecimento geológico de Tchukotka, seu potencial presumido de recursos minerais é considerado um dos mais altos no Extremo Oriente. Nas profundezas do distrito existem depósitos de ouro, estanho, prata, cobre, tungstênio, mercúrio, metais do grupo da platina, carvão, petróleo, gás e outros minerais.

 O território de Tchukotka é rico em recursos hídricos. Mais de 8000 rios com mais de 10 km de comprimento fluem pela região, a maioria dos quais pelas montanhas. Os principais rios são: Anadyr, Omolon, Velikaya, Amguema, Bolshoi e Malyi Anyuy.

Tchukotka também é rica em bio-recursos. Nos mares ao redor da península de Tchukotka habitam em grandes quantidades baleias-minke, baleias-anãs, baleias-assassinas, baleias-belugas e outros cetáceos; morsas, focas barbudas, nerpas, focas listradas e outros pinípedes. 

A principal atividade agropecuária no distrito é o pastoreio de renas. A base alimentar da região permite aumentar a população das renas até 600-650 mil cabeças. Em 2005, se calculava pelo menos 220-250 mil cabeças de animais pastoreadas nas rotas de tundra de Tchukotka, ou seja, a população de renas será duplicada.

Clima

O clima de Tchukotka é severo, subártico. Nas costas é marinho, nas regiões do interior é continental. O inverno dura até 10 meses. A temperatura média em janeiro varia de –15°C a –39°C, em julho de +5°C a +10°C. Tchukotka registra uma série de recordes climáticos: o mínimo de horas de insolação, a máxima velocidade média anual do vento e a maior frequência de furacões e tempestades na Rússia. O período vegetativo na parte sul da região é de 80 a 100 dias. O permafrost é amplamente difundido.

Flora e fauna

Apesar do clima severo, a flora da Região Autónoma de Tchukotka é bastante diversificada. Os principais representantes da flora de Tchukotka são a tundra montanhosa e ártica, adequada para o cultivo de pequenos arbustos, ervas, musgos e líquens. Também há florestas de coníferas claras onde crescem lariços dahurianos e bétulas anãs. 

Podemos chamar a vida selvagem de Tchukotka de ártica. Aí habitam renas, o esquilo terrestre de cauda longa, a pika-do-norte. Também nos territórios da Região Autônoma de Tchukotka podem ser encontrados os lemmures, dicrostonyx e a perdiz branca.

Nas montanhas há carneiros selvagens e os bois almiscarados. Existem numerosos lobos e raposas, glutão e zibelinas, linces e arminhos. Há esquilos, lebres brancas, raposas-do-norte, ratos almiscarados e martas.

As condições de Tchukotka e o seu clima atraíram para a região mamíferos marinhos como as morsas, focas aneladas, nerpas, lebres marinhas.

O mundo subaquático de Tchukotka também merece atenção especial. As águas destes territórios são habitadas por: dallia, arenque oceânico, badejo do Alasca, salmão do pacífico, bacalhau, navaga, osmero e solha. Espécies comerciais são: salmão, salvelinos, trutas, grayling, lúcio, coregonus, nasus e burbot.

Outros habitantes aquáticos de Tchukotka são os caranguejos, camarões e cefalópodes.

População

A população urbana é de 70,51% da população total da República. Composição étnica: Russos - 49,61%, Chukchi - 25,28%, Ucranianos - 5,68%, Esquimós - 3,03%, Evens - 2,76%, Chuvanos - 1,78%, Bielorrussos - 0,72 %, Tártaros - 0,89%.

Divisão administrativa territorial

A Região Autónoma de Tchukotka inclui uma cidade de status distrital, Anadyr, e 6 distritos.

Economia

A base da economia do distrito é a mineração. Cerca de 10% do ouro do país é extraído em Tchukotka. Os outros ramos da região são pouco desenvolvidos (pequenas empresas de processamento de peixe, empresas da produção de materiais de construção etc.) e servem apenas para atender às necessidades locais. O principal foco da agropecuária na região é o pastoreio de renas. O rebanho de renas de Tchukotka é um dos maiores do mundo. Além de carne e peles, são fonte de matérias-primas medicinais valiosas (os chifres de rena). Tchukotka tem um nível de transporte extremamente baixo, dado a densidade populacional muito baixa e também por condições climáticas adversas (até 10 meses de inverno), o que torna a construção de estradas muito cara e demorada. Os principais modos de transporte para viagens de longo curso são vias marinhas e aéreas. Cada cidade tem o seu próprio aeroporto. O tráfego marítimo também é muito difícil no período de congelamento ou de movimento do gelo. Existem 5 portos federais da Rota do Mar do Norte: Anadyr, o maior de Tchukotka, Pevek, o porto mais setentrional da Rússia, Provideniya, Bering e Egvekinot.

Educação

Na Região Autônoma de Tchukotka funcionam duas filiais de instituições de ensino superior: Filial da Universidade Nacional de Economia de São Petersburgo na cidade de Anadyr e Filial de Tchukotka da Universidade Federal do Nordeste.

Cultura

Em Tchukotka há um centro de museus " Patrimônio de Tchukotka", formado em 2002 com base no museu regional de folclore local. Com o objetivo de preservar a cultura dos povos locais foi formada a banda nacional de música e dança de Tchukchi-Esquimós.

Religião

No território da região funciona a Diocese de Anadyr e Tchukotka da Igreja Ortodoxa Russa.